Aprovação da reforma foi passo importante, diz presidente do BNDES

O presidente do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), Joaquim Levy, disse hoje (24) que a aprovação do parecer sobre a proposta de reforma da Previdência na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Câmara dos Deputados foi um “passo importante” para o país. No entanto, outras medidas além da reforma são necessárias para o crescimento da economia, como a abertura de capital de atividades hoje exercidas por bancos públicos, ressaltou Levy.

“Além da Reforma da Previdência, precisamos de outras coisas acontecendo, não só uma série de medidas de simplificação. Focar em algumas coisas-chave, abrir o capital eventualmente de algumas atividades [da Caixa Econômica Federal] como tem sido anunciado. O Banco do Brasil já fez isso no passado”, acrescentou.

“É toda uma série de ações que demonstram uma visão de uma economia mais livre, uma economia em que as pessoas possam ter mais iniciativa, e os negócios possam crescer mais”, disse Levy, que fez palestra nesta quarta-feira no 10º Congresso de Fundos de Investimentos da Associação Brasileira das Entidades dos Mercados Financeiro e de Capitais (Anbima).

Aprovado na noite de ontem (23) na CCJ, o parecer do deputado Delegado Marcelo Freitas (PSL-MG) pela admissibilidade da Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 6/19, que trata da reforma da Previdência, segue agora para a comissão especial criada para analisar o mérito do texto. A criação da comissão especial foi determinada nesta quarta-feira pelo presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ).do Rodrigo Maia (DEM-RJ), determinou a criação da comissão especial que vai analisar a Proposta de Emenda à Constituição da reforma da Previdência (PEC 6/19).

Edição: Nádia Franco

Mais:   Levy: Brasil tem oportunidades para uso de tecnologias na mobilidade

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *