quarta-feira (13) começou dourada para o Brasil no Mundial de Atletismo Paralímpico, em Dubai (Emirados Árabes). O paulista Alessandro Rodrigo, atual campeão paralímpico, quebrou o recorde mundial do lançamento de disco classe F11 (deficiências visuais) ao alcançar a marca de 46,1m. Além de faturar a medalha de ouro, o brasileiro assegurou o bicampeonato na modalidade. Este foi a décimo ouro do Brasil no Mundial. O país está na vice-liderança no quadro geral de medalhas, atrás apenas da China.

Desde o início da prova, o brasileiro buscou recuperar o recorde mundial, quebrado no ano passado pelo cubano naturalizado italiano Oney Tapia. Na prova desta madrugada, Tapia chegou a liderar a primeira rodada, mas no segundo lançamento Alessandro Rodrigo estabeleceu o novo recorde mundial com um incrível arremesso que chegou a 46,1m. Esta foi a segunda medalha dele no Mundial: na quinta (7), primeiro dia de competição, o paulista ficou com o bronze no arremesso de peso da classe F11 (deficiências visuais).

O dia de hoje (13) ainda reserva mais chances de medalhas para o Brasil. Logo mais, às 11h36 (horário de Brasília),  o mato-grossense Lucas Prado e o carioca Felipe Gomes disputam a final dos 100m T11 (deficiências visuais). Na sequência, às 11h54, três brasileiras competem na final dos 200m T11 (deficiências visuais): Jerusa Geber, Thalita Simplício e Lorena Spoladore. 

Edição: Guilherme Neto

Mais:   Lei de Cotas para Deficientes completa hoje 28 anos

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *