Adolescente que sonhava em ser jogador é morto a tiros em Niterói

O sonho de ser jogador de futebol acabou aos 16 anos de idade para Dyogo Coutinho. O jovem, que treinava em times amadores, foi atingido durante uma troca de tiros entre policiais militares e traficantes, na comunidade da Grota, em Niterói (RJ), por volta de 12h desta segunda-feira (12) e morreu no hospital.

Em seu perfil no Facebook, Dyogo postava fotos de seus jogos e também de seus ídolos, jogadores profissionais de futebol. Na hora do tiroteio, ele estava indo para um treino quando foi atingido, caindo no meio da rua. O avô de Dyogo, que é motorista de ônibus, passava pelo local e ajudou a socorrer o neto, que foi levado para atendimento médico, mas não resistiu.

A Polícia Militar se manifestou em nota, dizendo que houve uma operação nas comunidades do Viradouro, Igrejinha e Grota, envolvendo várias unidades especializadas. Segundo a PM, foram apreendidos um fuzil AK-47, duas pistolas e uma quantidade de drogas, com a prisão de três homens e a apreensão de um menor.

“Depois de a operação estar finalizada chegou ao conhecimento da Polícia Militar que um indivíduo teria sido atingido por disparos de arma de fogo e não resistiu”, disse a PM em nota. 

Por causa da morte de Dyogo, os moradores da comunidade da Grota incendiaram um ônibus e fecharam as ruas próximas em protesto.

Edição: Fábio Massalli

Mais:   Governo autoriza contratação de 234 mil temporários para Censo 2020

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *